quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Houve um tempo

Per la lettura in lingua italiana, clicca qui:  
C'é stato un tempo

Houve um tempo
Em que eu também esperava o ano novo
E dizia que muitas coisas seriam diferentes
Que eu faria mudanças em minha vida,
Que iniciaria projetos...
Houve um tempo...

Naquele tempo, várias eram as vezes
Que eu estipulava uma data ou um acontecimento
Para dar início às minhas decisòes
Mas só hoje percebo
Que muitas ações daquele tempo nunca foram iniciadas
E muitas, embora iniciadas, não foram terminadas.

Houve um tempo! Ainda bem que houve!
Pois ele gerou experiências em mim
Que me ajudaram a descobrir onde eu errava:
OS MEUS PONTOS REFERENCIAIS VINHAM DE FONTES EXTERNAS.

Assim aprendi duas coisas fundamentais:
1. Estrair de fontes internas os elementos para servir como ponto de referência. É em mim mesmo que tenho que fazer partir a força motriz que me levará a conquistar as minhas metas.
2. Que HOJE é o tempo melhor para tomar as minhas decisões. Se, por exemplo, a minha intenção é emagrecer alguns quilos, primeiro preciso acreditar que serà possivel alcançar essa meta, e depois começo imediatamente a reformular a minha dieta ou a fazer alguns exercícios físicos para nao perder tempo esperando o início de um ano ou que se passem os dias de festa, ou até mesmo uma data ou acontecimento qualquer. HOJE, agora! Começando hoje, o amanhã pode não ser mais somente um ideal e sim uma realidade, um resultado.
Resumindo:
PENSAR + ACREDITAR = FORÇA DE VONTADE
FORÇA DE VONTADE + AÇAO = META ALCANÇADA

Que a cada dia neste novo ano você esteja pronto para tomar as decisões certas para alcançar as metas desejadas. Pense, acredite, aja e tenha um ano novo cheio de realizações.

Wagney Hipolito 10/01/2013