segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Imperativo

Per la lettura in lingua italiana, clicca qui:  
Imperativo

Quem sois vós, ó indecisões
Para me impedir ou dizer
Que meus sonhos são distantes,
No impossivel?
Por que me perseguis?

Após tantos caminhos percorridos
Tendo comigo a sede da conquista
Não poupando-me feridas
E amputações,
Com a Lima do passado
E do amor presente
Corrigi imperfeições
Encontrei-me no que me era desconhecido
Enfrentei guerras
Venci batalhas.
Não posso, pois, consentir
Que vós me interrompeis.

Muitas caminhadas serviram
Para entender que da vida
Sois obstáculos constantes
Mas que existis
Para serdes superadas
Não mais me enganarei
Ou me abalarei por vós.
Levantar-me-ei, se cair
Retroceder, porém, jamais!
Wagney Hipolito 24/02/13