quarta-feira, 29 de maio de 2013

O teu arrependimento e a realidade

Per la lettura in lingua italiana, clicca qui:

O teu tempo passou
E come le se foi a chance
De tudo ser diferente
Não se pode mais voltar atrás
Não se trata mais de querer
O teu tempo se foi
Tempo em que podias ter sorrido, e não o fizeste
Em que podias realmente ter vivido,
E não simplesmente ter passado
Ao meu lado, não foi essa tua escolha.
Somos todos inocentes
Ou somos todos culpados?
A resposta agora é sem valor.
Pois o teu tempo se foi
E já não existe mais
É doloroso olhar para trás
Eu bem sei
Mas aquele tempo não voltará
Entre nós
Aquele tempo se foi
Sim, se foi
Mas muito nos pode ensinar
Para o tempo de hoje, de amanhã
Onde pisar, o que escolher
O que fazer, o que dar valor.
Foi tudo uma preparação para o futuro.
Pode-se escolher seguir as trilhas
Ou ficar como antes, imutável
Algo porém resta agora invariável
Nossas vidas não caminharão mais juntas
Aquele tempo se foi
Declarações, hoje,
Ou demonstrações de sentimentos vários,
São como a resposta que não há mais valor,
Lágrimas não trazem de volta o leite derramado.
Nem tudo foi lindo para se manter na mente.
Nem tudo foi dor para se viver em mágoas.
Foi uma história
Que não se pode apagar
Onde o amor e o respeito esvairam-se
E que foi abatida
Com um ponto final.
Wagney Hipolito 29/05/2013



Nenhum comentário:

Postar um comentário